Escopo Aberto vs. Fechado: escolhas estratégicas para fechar projetos

📑 Tópicos

No mundo do desenvolvimento de software, duas abordagens fundamentais moldam a maneira como as equipes conduzem e entregam suas iniciativas: o desenvolvimento de escopo aberto ou escopo fechado. 

Cada uma dessas abordagens possui suas próprias características distintas, vantagens e desafios, desempenhando um papel crucial na forma como os projetos são executados e entregues com sucesso.

Escopo fechado: definição e características

O modelo de escopo fechado é tradicionalmente caracterizado por uma abordagem onde o escopo do projeto é completamente definido e acordado no início do processo, antes mesmo de fecharmos um contrato comercial. Isso significa que todas as 🔗 especificações, requisitos e detalhes sobre o produto final estão definidos com antecedência. 

Exemplo: Ao contratar a Bytes Fritos, você já possui a documentação necessária com as especificações, requisitos e detalhes do escopo que você precisa no momento. Você entende que o seu produto digital precisa de melhorias e novas funcionalidades mas, neste momento, tem um escopo muito bem definido para atuar e precisa de um parceiro para isso. 

A equipe do projeto tem a responsabilidade de cumprir rigorosamente as especificações e entregar o produto de acordo com os requisitos estabelecidos. 

Mudanças no escopo são geralmente desencorajadas ou aceitas somente mediante um rigoroso processo de aprovação – e mediante novo contrato ou aditivo de contrato, pois configuram nova análise e nova mensuração de esforço.

✅ Vantagens do escopo fechado

  • Clareza inicial: A definição precisa do escopo no início oferece uma compreensão clara do que será entregue, evitando ambiguidades.
  • Planejamento previsível: Com o escopo fixo, o planejamento se torna mais previsível, permitindo melhor alocação de recursos e estimativas de prazo.
  • Controle de custos: Como as especificações são definidas, os custos podem ser calculados com maior precisão desde o início.

🚧 Desafios do escopo fechado

  • Definição precisa: Ainda que também possa ser uma vantagem, na prática, ter a definição de um escopo fechado exige uma compreensão detalhada dos requisitos do projeto desde o início. Qualquer falta de clareza ou requisitos omitidos podem levar a problemas mais tarde.
  • Nível de detalhe: Encontrar o equilíbrio certo entre detalhar cada aspecto do projeto e manter o escopo gerenciável pode ser complicado. Detalhes em excesso podem tornar o projeto engessado, enquanto detalhes insuficientes podem levar a mal-entendidos.
  • Mudanças complexas: Adaptações e mudanças de requisitos se tornam difíceis e caras, podendo resultar em atrasos e custos adicionais. Isso porque os requisitos do projeto podem mudar à medida que ele avança. Um escopo fechado pode tornar difícil acomodar essas mudanças sem impactar prazos e orçamentos.
  • Falta de flexibilidade: Um escopo fechado pode ocultar riscos não previstos inicialmente. Caso o cliente perceba necessidades não antecipadas, a abordagem de escopo fechado pode não ser capaz de acomodar essas mudanças. Além disso, se a equipe não tiver flexibilidade para lidar com esses riscos, o projeto pode ser prejudicado.

Exemplo de cenário para contratação de escopo fechado: desenvolvimento de um website corporativo

Imagine que uma empresa queira desenvolver um novo website corporativo para melhorar sua presença online. Nesse caso, um escopo fechado poderia ser a melhor opção. E por quê? 

A empresa já tem uma ideia clara do que deseja: páginas específicas, funcionalidades definidas (como formulários de contato, páginas de produtos etc.) e um design predefinido. 

Existe um orçamento definido e um prazo específico para lançar o site.

Nesse cenário, a empresa pode contratar uma agência ou equipe de desenvolvimento com base no escopo detalhado do projeto. Como os requisitos estão bem definidos desde o início, um contrato de escopo fechado ajudaria a garantir que o site seja entregue conforme as expectativas da empresa, dentro do orçamento e do prazo estabelecidos.

Escopo aberto: definição e características

No desenvolvimento de escopo aberto, a abordagem é mais flexível desde o início. Embora algumas diretrizes gerais possam ser definidas, o projeto não é rigidamente delineado, permitindo que mudanças e iterações sejam incorporadas conforme novos insights são obtidos. 

Isso é especialmente valioso quando o cliente não tem uma compreensão completa do produto final ou quando as condições do mercado estão em constante evolução.

Exemplo: Ao contratar a Bytes Fritos, você possui clareza da solução que quer construir com base em uma dor específica do mercado. Porém, não tem as regras de negócio, detalhes e requisitos das funcionalidades a serem implementadas. Você quer que a solução seja construída/trabalhada ajustando a estratégia de acordo com feedback dos usuários finais e das necessidades do negócio.

✅ Vantagens do escopo aberto

  • Adaptação à mudança: A flexibilidade inerente ao escopo aberto permite que a equipe do projeto se adapte facilmente a mudanças de requisitos, garantindo que o produto final atenda às necessidades reais.
  • Melhoria contínua: O processo iterativo possibilita melhorias graduais à medida que cada ciclo de desenvolvimento é construído com base no aprendizado anterior.
  • Maior envolvimento do cliente: O cliente tem a oportunidade de participar mais ativamente e fornecer feedback constante, garantindo que o produto evolua de acordo com suas expectativas em constante mudança.
  • Estímulo à criatividade: Sem a restrição de um escopo rígido, a equipe tem mais liberdade para explorar soluções inovadoras e criativas.

🚧 Desafios do escopo aberto

  • Expectativas do cliente: Os clientes podem ter dificuldade em entender que o resultado final pode evoluir e mudar ao longo do tempo. Isso pode levar a frustrações e desentendimentos se as expectativas não forem gerenciadas adequadamente.
  • Risco de escopo aberto infinito: Sem limites claros, há o risco de que o projeto nunca seja considerado concluído.
  • Necessidade de expertise em metodologias ágeis: Para obter sucesso com um escopo aberto, a equipe de desenvolvimento precisa ser experiente em metodologias ágeis e em lidar com a incerteza de forma eficaz.

Exemplo de cenário para contratação de escopo aberto: desenvolvimento de um aplicativo inovador

Agora, considere uma startup que está buscando desenvolver um aplicativo inovador que explore novas tecnologias e conceitos. Nesse caso, um escopo aberto pode ser mais apropriado. 

A startup pode ter uma ideia geral do que deseja alcançar com o aplicativo, mas as especificações exatas e o design podem evoluir à medida que a equipe de desenvolvimento explora diferentes abordagens.

Ao optar por um escopo aberto, o cliente pode trabalhar com uma equipe de desenvolvimento experiente em metodologias ágeis. Isso permite que o aplicativo seja desenvolvido de forma iterativa, recebendo feedback dos usuários à medida que evolui. 

Isso é particularmente útil quando a inovação e a experimentação são prioritárias, permitindo que a equipe ajuste o produto com base no feedback em tempo real.

Em resumo, a escolha entre um escopo fechado e aberto depende da clareza dos requisitos, do nível de inovação, das metas de flexibilidade e do grau de incerteza associado ao projeto de desenvolvimento. 

Quando escolher o escopo aberto?

O escopo aberto é particularmente valioso quando o cliente não tem uma visão clara do produto final ou quando a evolução do mercado é uma variável importante. 

Se o projeto requer flexibilidade para incorporar novos insights ou se existe a possibilidade de mudanças frequentes nos requisitos, o escopo aberto pode ser uma escolha estratégica.

Se o cliente não tem 100% de certeza sobre suas necessidades ou espera que o projeto evolua com base em feedback contínuo, o escopo aberto se torna uma abordagem atraente. 

Isso permite que a equipe trabalhe em estreita colaboração com o cliente, garantindo que o produto final seja uma solução verdadeiramente alinhada com suas necessidades em constante mudança.

Em última análise, a escolha entre desenvolvimento de escopo aberto e escopo fechado depende da natureza do projeto, das necessidades do cliente e das condições do mercado. Ambas as abordagens têm seus méritos e limitações, mas o escopo aberto brilha quando a adaptabilidade e a colaboração contínua são fundamentais para o sucesso do projeto.

Que tal compartilhar este post?

Acesso rápido
Posts relacionados
plugins premium WordPress